Estatísticas de Segurança Pública do Pará

 

 

Susipe define estratégias para execução do Projeto Escolar na RMB

Voltar

Agência Pará de Notícias

Mobilizar professores, pais e alunos de escolas públicas localizadas nas áreas consideradas socialmente vulneráveis para fortalecer as relações familiares e promover uma cultura de paz. Esse é um dos principais objetivos do Projeto Escolar, que faz parte do Pacto pela Paz, pacote de medidas do Governo do Pará na área de segurança pública. Desenvolvida pela Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe), com o apoio de mais nove órgãos, a ação tem um foco bem definido: reduzir os índices de criminalidade no Pará.

Nesta quinta-feira, 11, representantes dos organismos parceiros do projeto estiveram reunidos no auditório da Secretaria Municipal de Educação (Semec), em Belém, para conhecer os detalhes do projeto e definir uma linha de execução. Além da Susipe, também participaram da reunião a Fundação Papa João Paulo XXIII (Funpapa), Secretaria Estadual de Educação (Seduc), Secretaria Municipal de Educação de Belém (Semec), Secretaria Municipal de Educação de Ananindeua (Semed), Secretaria de Estado e Assistência Social (Seas), Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa) e Polícia Militar.

O Projeto Escolar vai congregar duas ações já desenvolvidas por órgãos do Sistema de Segurança Pública do Pará. Uma é o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), desenvolvido pela Polícia Militar em escolas públicas do Estado há pelo menos 10 anos. A outra é o Papo Di Rocha, que leva internos da Susipe a escolas da rede pública e privada para participar de uma conversa franca com o público adolescente, em que narram suas experiências no mundo do crime e também na prisão, para conscientizá-los sobre as consequências dessa escolha. O coordenador do Proerd no Estado, Pablo Padilha, não tem dúvidas de que o “Escolar” será um sucesso. “Temos uma expectativa positiva, tenho certeza que o resultado será muito bom”, afirmou o militar.

A ação terá uma dupla abordagem, além dos alunos, pais ou responsáveis de estudantes também vão receber orientações sobre temas relacionados à disciplina, responsabilidade e respeito mútuo no seio familiar, a importância do limite e do controle, entre outros assuntos que serão abordados por colaboradores da Susipe e Polícia Militar. O superintendente da Susipe, André Cunha, disse que não quer ensinar os pais a criar seus filhos. “É um trabalho de prevenção e conscientização. O projeto visa o fortalecimento das relações familiares. Nós queremos provocar a reflexão dos pais, trazer para eles algumas responsabilidades, mostrá-los a importância dos limites, do respeito e da educação”, afirma o superintendente.

A ação deve ocorrer duas vezes por semana. Na primeira etapa serão atendidas escolas de seis bairros da Região Metropolitana de Belém identificados como prioritários no combate à violência envolvendo jovens e adolescentes. Os bairros selecionados após estudos do Pro Paz foram: Curuçambá, Jaderlândia e Icuí, em Ananindeua; e Sacramenta, Jurunas e Guamá, em Belém.

Adelino Monteiro, coordenador do Projeto Conquistando a Liberdade e psicólogo da Susipe, ressalta que o “Escolar” deve ser lançado já no segundo semestre deste ano “Teremos uma reunião em agosto com diretores e professores das escolas selecionadas para apresentar o projeto. A partir de então, partiremos para a execução das ações”.

Texto:
Timoteo Lopes - Susipe
Fone: (91) 3239-4230 / (91) 8896-5319
Email: acssusipe@gmail.com

Superintendência do Sistema Penitenciário
Rua, Santo Antonio Sn.
Fone: (91) 3239-4201 / 4202 / 4210
Site: www.susipe.pa.gov.br Email: gabinete@webmail.susipe.pa.gov.br 

 

Pro Paz

 

 

Disque Denuncia

 

expresso pará - webmail

 

 

Copyright 2014 SEGUP - Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social

Endereço: Rua Arciprestes Manoel Teodoro, 305 - Batista Campos - Belém PA, CEP: 66023-700

Fone: (91) 3184-2525, (91) 3184-2555, (91) 3184-2500

Fax: (91) 3225-264

E-mail:segup.pa@gmail.com

Desenvolvimento: PRODEPA  Usando CMS livre - Drupal  Sítio Acessível